Mais pobres 8 milhões no primeiro trimestre

Há quase um mês havia calculado quanto haviam custado as eólicas, aos Portugueses, durante o primeiro trimestre de 2010: cerca de 216 milhões de euros!!! Na altura não calculei o custo do fotovoltaico, porque sabia ser um valor claramente inferior. Tal deve-se essencialmente à potência instalada, e logo a energia produzida, ser muito inferior à da energia eólica.

Mas as contas não são difíceis de fazer. Foram produzidos no primeiro trimestre cerca de 26.5 GWh a partir de sistemas fotovoltaicos. Ao preço médio de 2009, uns incríveis 327.4 €/MWh, a factura foi de uns impressionantes 8672367.64 €. A mesma energia, comprada no OMEL, teria custado apenas 669649.82 €, mais de 10 vezes mais barato!!!

Se o negócio eólico foi mau, o solar é muito pior. Produziu-se mais 108 vezes de energia eólica que de energia solar, mas o sobrecusto da eólica foi de apenas 27 vezes. A isto há que acrescer que a maioria da produção solar se verifica na central da Amareleja, o que significa que estes subsídios vão maioritariamente para o bolso dos Espanhois…